Som de Papel

Projeto Som de Papel apresenta sonoridades orgânicas

Formado por Juraci Moura e Cesar de Paula, grupo realiza circulação de junho a agosto, apresentando a mistura entre música brasileira, artesanato e sustentabilidade ambiental


O encontro do percussionista e artesão Juraci Moura com o violonista e compositor Cesar de Paula deu vida às sonoridades orgânicas do projeto Som de Papel. De junho a agosto, o grupo apresenta o resultado dessa união, em circulação por Taguatinga, Ceilândia e Recanto das Emas. Serão dois shows em cada cidade, sempre com entrada franca e participações especiais.

O primeiro show será no dia 26 de junho, domingo. A apresentação integra o Taguatinga tem Concerto, festival realizado mensalmente, no Taguaparque. Essa será uma edição especial, em parceria com o Som de Papel, que entra no palco às 19h integrando extensa programação, que vai das 17h às 23h.

A circulação do projeto Som de Papel construiu uma ampla rede de apoios locais e proporcionará espaço para participação especiais de diversos outros artistas de expressão regional e local. Destaque para a articulação com Movimento Mercado Sul Vive (Taguatinga), Ruas (Ceilândia) e Poerão do Rock (Recanto das Emas). Ainda no Recanto das Emas, os shows farão parte dos eventos de comemoração do aniversário da cidade, organizado pela Administração Regional.



Som de Papel

Som de Papel apresenta dinâmicas sonoras inovadoras, envolvendo música, artesanato e consciência ambiental. O encontro entre os dois artistas cria caminhos múltiplos, onde composições autorais e o violão rítmico de Cesar de Paula se complementam com a sonoridade dos inovadores instrumentos percussivos criados por Juraci Moura, a partir da reutilização de resíduos sólidos.



Música com consciência ambiental e mobilização social

Como artesão/luthier, Juraci Moura utiliza sacos de cimento, papelão, barricas e tampinhas de garrafa para criar pandeiros, zabumbas, baterias, alfaias e caixas de timbal. Os instrumentos possuem sonoridade orgânica de qualidade e ainda carregam o compromisso pela vida, onde peles de animais – tradicionalmente utilizados para instrumentos percussivos – são substituídas por sacos de cimento tratados em um processo inovador.

A circulação de shows conta com patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC-DF). Com a proposta de promover conhecimentos e práticas musicais com consciência ecológica, além dos shows serão realizadas três oficinas com estudantes de escolas públicas, abordando a construção artesanal de instrumentos com resíduos sólidos. A primeira será no dia 13 de julho no Centro de Ensino Médio 03, de Taguatinga.


SERVIÇO

Circulação Som de Papel – Sonoridades Orgânicas | Taguatinga
Data: de junho a agosto de 2016
Entrada: Franca
Produção: Famaliá Produções LTDA.
Contato: 61 9.9325-8037 ou 9.9966-8037


AGENDA

26.06.16, às 19h, no Taguaparque Som de Papel convida Brincadeira Boa, dentro do projeto Taguatinga tem Concerto. Participações especiais: Academia Camerata Real, Tadeu Miura, Leo Campos e Banda N’Astora, Hotel Blues e VJ Gérson Deveras

02.07.16, às 15h, Praça do Cidadão, Ceilândia Norte Som de Papel convida o rapper Rapadura. Participações especiais: Seu Preto, Batuque Jovem, Terreirada Divina, As Batuqueiras e Seu Estrelo e o Fuá do terreiro

23.07.16, às 17h, na Casa do Cantador, Ceilândia Sul Som de Papel convida Alberto Salgado

30.07.16, às 17h - Skate Park do Recanto das Emas Som de Papel convida Dillo Daraújo. Participações especiais: DJ Rachel, Junior Graal e Revolução Roots

06.08.16, às 19h, Arraiá do Beco, Mercado Sul de Taguatinga Som de Papel convida Mestre Zé do Pife e as Juvelinas. Participações especiais: Caco de Cuia e bandas de forró

13.08.16, às 19h, Conexão Bar (antigo Poerão do Rock) Som de Papel convida Talo de Mamona. Participações especiais: DJ Juninho, Projeto Pracatá e Arandu Arakuaa

flyer