A Pareia

filipeta_blog_quem  

A Pareia - Comunicação e Cultura é um coletivo que trabalha para divulgar e integrar ações que envolvam culturas tradicionais, arte-educação, lutas sociais e sustentabilidade. A Pareia surgiu em julho de 2014, firmada no trabalho autônomo de dois jovens amigos “comunicantes” do Distrito Federal.

Para essa missão, pareamos nossos ofícios e saberes formais e teóricos junto às nossas pesquisas e vivências com as culturas populares. Buscamos compartilhar saberes e fazeres reinventados, vivos e enraizados, a partir da comunicação como ferramenta de encantamento, compartilhamento e transformação social.

A Pareia realiza assessoria de imprensa; criação de textos e releases; edição de blogs, sites e publicações editoriais; cobertura de eventos; redes sociais; fotografia e audiovisual; sistematização; além de promover oficinas de arte-educação e projetos culturais.

Alguns dos nosso parceiros: Mestre Zé do Pife e as Juvelinas, Mamulengo Fuzuê, Lília Diniz, Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, Contexto Urbano, Ipoema, São Batuque, Festival Brasília de Cultura Popular, Cia Os Buriti, Grito de Liberdade do Mestre Cobra, Som de Papel, Mamulengo Sem Fronteiras, Terreirada Divina, Duo Alvenaria, Orquestra Contemporânea de Olinda, Pedagogia Griô, 100 anos de Xilogravura - Hansen Bahia, Adiel Luna e Mamulengo Presepada.

 

Que nem velho pifeiro
Nossa missão é ressoar
Educação, diversidade
E a cultura popular

 

Compartilhar os saberes
Feito versos de cordel
O que o povo faz aqui
Entre o chão e o céu

 

Terra de São Saruê
Volta ao mundo camará
O zunido do tambor
O plantar e o brincar

 

Pareiar o que se pensa
O que se diz, o que se faz
Encantamento e criação
A tradição que se refaz



filipeta_blog  

IMG_0050Davi Mello é cerratense e bicicleteiro, e tem sempre procurado explorar caminhos mais profundos e encantados em seu dia-a-dia. Nessa trajetória, tem conhecido diversas tradições, brincadeiras, vivências e experiências da cultura popular. Num caminho paralelo, se graduou em Comunicação, também sempre à procura de novas maneiras para comunicar o invísivel desse mundo, com a fotografia, o videoativismo, a escrita e outros meios. Ao cruzar esses caminhos, descobriu e trabalha com a comunicação voltada para a promoção e valorização da cultura popular, já tendo realizado trabalhos com a Rede Candanga, Rede Cerrado e também em projetos como o Coletivo Imagina. Nas brincadeiras, vivencia e experimenta batuques, pifes e teatros, integrando hoje o grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro.

_mg_9641Keyane Dias é taguatinguense (DF), nascida em 1988. É poeta, jornalista e massoterapeuta. Desde 2011, percorre o universo das culturas tradicionais e dos saberes da terra pelos interiores do Brasil. Durante quatro anos, realizou a comunicação de diversos projetos e grupos de cultura popular do DF. Nesse caminho e pelas sendas da poesia, descobriu a escrita como ferramenta de autoconhecimento e cura. É aprendiz de Capoeira Angola, Yoga e Ayurveda. Lançou dois livretos de poesia independentes, Desaverso (2015) e Útera - Poesias Paridas (2016), e o cordel Benzadeus! (2017). Escreve no blog www.alemdasparedes.wordpress.com.