Caravana Mamulengos no Cerrado Rumo à Caatinga

Caravana Mamulengos do Cerrado Rumo à Caatinga

Viagem comemora 20 anos de Mamulengo Sem Fronteiras, buscando vivências com mestres nordestinos e os laços entre Cerrado e Caatinga

Em dezembro de 2016, o Mamulengo Sem Fronteiras sai de sua terra natal, Taguatinga (DF), e segue Nordeste adentro com a “Caravana Mamulengos do Cerrado rumo à Caatinga”. Uma viagem coletiva que também comemora 20 anos de existência do grupo Mamulengo Sem Fronteiras. Junto, mais dois grupos brasilienses convidados: Mamulengo Presepada e Mamulengo Fuzuê. Será um mês de mergulho com mestres e mestras do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. Em cada estado, quatro apresentações e um encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua.

Além de celebrar e conviver, a Caravana se propõe abrir, junto às comunidades, um diálogo sobre a arte do mamulengo, fortalecendo os laços entre Nordeste e Brasília, Caatinga e Cerrado. O próprio IPHAN reconhece o DF como a região com a maior presença de mamulengos fora do Nordeste, fato que está diretamente ligado ao movimento migratório de nordestinos ao Planalto Central, com a construção de Brasília na década de 50. Conta-se que nessa época, operários retirantes usavam o tempo de folga ou fugiam do trabalho exaustivo para brincar com os bonecos.

O Teatro de Bonecos Popular do Nordeste é hoje patrimônio cultural imaterial brasileiro, reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em 2015. Nesse mesmo ano, o Mamulengo Sem Fronteiras realizou a Caravana Mamulengos do Cerrado, compartilhando dessa tradição nos interiores de Tocantins, Goiás e Minas Gerais. Agora, chegou a hora da caravana rumar à raiz de sua consagrada brincadeira, reverenciado suas mestras e mestras nordestinos.

flyer_caravana_todas_logos

Mamulengo Sem Fronteiras
A família Mamulengo Sem Fronteiras se uniu para brincar mamulengo em 1996, em Taguatinga. Coordenado por Walter Cedro, o grupo recebeu a herança do teatro popular de bonecos das mãos do bonequeiro Chico Simões (Mamulengo Presepada), este iniciado por Carlinhos Babau e Mestre Solón. São mais de 20 anos de pesquisa sobre a tradição do Mamulengo e das brincadeiras populares, em interação a novas formas de expressão. Hoje, o grupo compartilha experiências e estudos em apresentações, oficinas e festivais pelo Brasil e também no exterior, em países da Europa e América do Sul.

O Mamulengo
O Teatro de Bonecos Popular do Nordeste é memória e história, transmitido de geração a geração por artistas caminhantes. É uma das poucas formas de teatro popular que consegue sobreviver no interior e nos centros populares e urbanos do Brasil, sendo chamado de vários jeitos: Mamulengo (PE e DF), Cassimiro Coco (PI, CE e MA), João-Redondo (RN), Babau (PB) e Mané-Gostoso (BA). Em constante transformação, carrega ao mesmo tempo uma estética tradicional e elementos históricos de um teatro universal, com fortes influências das culturas afro-indígenas e resquícios da Commedia Dell’Arte. Para além das figuras e personagens “vindos de São Saruê”, a música ao vivo enche o enredo de ludicidade e reforça a interação com o público.





ROTEIROS E ANFITRIÕES

Ceará
03/12: Juazeiro do Norte (Mestre Carlinhos Babau)
05/12: Fortaleza (Epidemia de Bonecos e Grupo Formosura)
06/12: Aracati (Mestre Cherim e Calungas do Cumbe)
07/12: Icapuí (Mestre Gilberto Calungueiro e Marquinho Calungueiro)

Rio Grande do Norte
08/12: Mossoró (Vania de Paiva)
10/12: Itajá (Josivan e Daniel)
12/12: Natal (Mestre Raul dos Mamulengos)
14/12: Carnaúba dos Dantas (Mestre Dona Dadi e Compalhaçaria)

Paraíba
15/12: Lagoa de Dentro (Mestre Nildo)
16/12: Sapé (Mestre Severino Reis)
17/12: João Pessoa (Cia Boca de Cena)
19/12: Pedras de Fogo (Pedro do Mamulengo e Zé Pequeno)

Pernambuco
20/12: Carpina (Mestre Saúba)
21/12: Lagoa de Itaenga (Mestre Zé de Vina)
22/12: Glória do Goitá (Associação do Mamulengueiros)
23/12 Olinda (Grupo Bongar)


SERVIÇO

Caravana Mamulengos do Cerrado rumo à Caatinga
Quando: Dezembro de 2016
Onde: CE, RN, PB e PE
Entrada: Franca
Classificação indicativa: Livre
Contato: 61 8438.8338 / 9.8278.8970
Blog: www.mamulengosemfronteiras.blogspot.com.br
Redes sociais: f/mamulengosemfronteiras.bonecos
Contato para entrevistas: 61 8438.8338 / 38 9.9944.6192


FICHA TÉCNICA

Realização: Mamulengo Sem Fronteiras
Grupos participantes: Mamulengo Sem Fronteiras, Mamulengo Presepada e Mamulengo Fuzuê
Coordenação Geral: Walter Cedro
Brincantes: Walter Cedro, Thiago Francisco e Chico Simôes
Músicos brincantes: Rosimar Cedro, Wagner Nascimento e Keijin do Acordeon
Direção musical: Keijin do Acordeon
Produção executiva: Mirella Dias
Designer gráfico: Nara Oliveira
Desenhos: Jô Oliveira
Assessoria de Comunicação: Keyane Dias
Fotografia: Diego Zanotti
Audiovisual: Alexandre Almeida


CORDEL MAMULENGOS DO CERRADO RUMO À CAATINGA

"Mamulengos do Cerrado
Vão sair de Taguatinga
Indo rumo à tradição
Pra que ela não extinga
Se nutrindo da semente
Nativa lá da caatinga

Pra conhecer os parentes
E mestres com seu saber
Sem Fronteiras convidou
O Mamulengo Fuzuê
E também o Presepada
Povo de São Saruê.

Pois Brasília foi criada
Com as mãos de retirantes
Que levaram em balaios
Bonecos que são falantes
Feito assim o mamulengo
No Cerrado é tão vibrante.

Sem Fronteiras lá criou
Vinte anos de história
Com teatro de bonecos
Brincadeira tão notória
Por isso sai do Cerrado
E mergulha na memória."

[Keyane Dias]